Como tornar e manter um guarda roupas simples e organizado

Se você tem tanta roupa que mal se lembra do que tem, está com o armário abarrotado mas usa sempre as mesmas peças, acha que seu estilo é descoordenado e não faz sentido, então chegou a hora de mudar.


Desapegue

Seja forte e olhe bem para o seu armário, há coisas que você nem lembra que tem? Itens que você não vê a mais de um ano? Coisas que comprou achando que seria útil e nunca usou? Se sim, desapegue! É difícil eu sei, mas eles encontrarão uma nova casa, pode ter certeza.
Venda ou doe aquilo que for novo ou estiver em bom estado, (isso não vale para roupa íntima e biquinis, eles devem ser descartados, ok?).


Cada coisa em seu lugar

Lugares desorganizados tendem a acumular coisas inúteis e/ou aleatórios, (como por exemplo os brinquedos dos filhos, patins, pranchas de surf, revistas ou qualquer outro item que não pertença ao armário), então a melhor coisa para fazer é se livras desses itens e/ou colocá-los no lugar certo.


Duplicados

Se quando você gosta de alguma coisa já sai logo comprando repetidamente pra manter um “estoque”, saiba que o melhor é não se auto incentivar a repetir essa atitude, pois além de gastar dinheiro, não há garantia de que seu gosto continue o mesmo com o passar das estações, então escolha seus favoritos e deixe o resto.


Presentes falhos

Repita para você mesma: ‘__ Eu não sou uma má pessoa por doar presentes que não fazem meu estilo.’
Eu sei que quem te presenteou teve o maior amor ao escolher, mas nem sempre é presente certo.


Maltrapilho

Aquele sutiã esgarçado, as meias furadas, as camisetas com manchas e qualquer outro item que esteja completamente desgastado deve sair do armário e ir para o lixo, peças estragadas não devem ser doadas.


A festa acabou

Não se apegue aos itens de festa que foram usados uma única vez e depois esquecidos no armário para sempre,  se você não tiver outro casamento para repetir, então passe-o para frente.


Rosto de deputado nunca mais

Camisetas de conferências, roupa de eleições, bonés de corridas, e qualquer outro brinde que você encontrar, diga NÃO, acredite, eles só ocupam espaço do armário e não há libido que aumente com esse tipo de vestimenta.


Sapatos que machucam

Eu sei, aquele salto lindo de 10cm com bico fino que você não resistiu e comprou é impossível de ser usado. Então chegou a hora de ele parar de servir apenas de enfeite para o seu armário: Use ou doe!


Suas roupas “magras”

Guardar essas roupas pode parecer que servem como incentivo, mas saiba que não. Vista-se para o corpo que você tem agora. Crie um armário simplificado, repleto de itens que sejam úteis, elegantes e práticos para quem você é, (não quem você era).


Mas foi tão caro…

É difícil, mas igualmente importante se libertar dos itens caros que não deram certo. Não insista e use a regra do desapego, se em 1 ano você não usou, então está na hora de doar ou vender.


Compras futuras

Reveja o seu estilo atual e compre somente o que amar. Se estiver na dúvida, largue tudo no provador e volte em outro dia. Não compre por impulso, mesmo que o preço esteja muito atrativo.


Organização

Tricots, jeans, roupas de baixo e acessórios devem ficar dobrados em prateleiras ou em gavetas.
Use cabides finos, e se está complicado para dobrar, então pendure ou coloque dentro de caixas.


Separe por estilo e/ou por cor

Comece pelas peças mais claras e vá escurecendo a medida que adiciona no armário. Setorize por peças; as mangas longas devem ficar todas juntas, e o mesmo acontece com as camisetas, regatas, casacos, jeans e etc.

Projeto e Styling: Shira Gill | Fotografia: Vivian JohnsonRoupas: Thomas Sires

About Carla Antoni

Olá eu sou Carla Antoni. Formada em Design de Moda e amante da gastronomia; amo aproveitar meu tempo com receitas, moda, beleza, artesanatos e decorações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *